Site Línguas Indígenas Brasileiras, de Renato Nicolai  nicolai@indios.info; indiansbrazil@gmail.com > -- Projeto Indios.Info < www.indios.info >

Dicionário/dictionary; gramática/grammar; índio/indian

 

Vocabulário guajá
Português	  Guajá
água		- ác
alma		- manzânc
aldeia		- toc-tóc
amanhã		- peuehêmo
alegre		- naé
alto		- ihauháu
anzol		- iquapáre
anta		- capivarâne
atrás		- ehotsóc
adeus		- ohoé
abelha		- raíre
aleijado	- utau-é
ai		- ahairé
adiante		- ropép
azedo		- ahí
amargo		- ehéi
asa		- ipepoplá
abria		- pitiuóc
andar		- oatáre
banana		- iuatsu
bananeira	- iuatsuré
bonito		- rong-rong
boi		- tapirãre
beijo		- tsurumutí
bom dia		- zeng
bebeu		- aué
burro		- tapirã
brejo		- reqüêne
bigode		- zuetí
boa tarde	- quarahó
borboleta	- panaré
bem-te-vi	- zãiuní
banhar		- zahaquitsé
buzina		- tquarenu
bravo		- raité
batim de flecha	- supé-susúc
bodoque		- irahóc
bastão		- iapococáu
beija-flor	- netíti
balaio		- uruío
babaçu		- uahu
barriga		- iuehé
boca		- i-ôháre
casa		- sapé
casamento	- pehí-pehí
cachorro	- sauá
cabeça		- crauá
cabelo		- nem-aué
cobra		- cangam
cego		- neretauéu [a primeira letra está quase toda ilegível no meu exemplar - "adivinhei" o n]
cerca de madeira - giepíp
coração		- uirá iquére puópuâme
cemitério	- timiré
céu		- zahináu
canário		- vivine
carvão		- putí-puti
caçador		- minharé
calça		- cirô
cara ou rosto	- uá
comer		- temiú ou u-u
cair		- ô-á
cantar		- gem-em-nhó
chuva		- aman-ró
canoa		- iãmongó-íu
cuspo		- zemongong
chefe		- tupã-ré
corpo		- retquére
comprido	- inqüêne
cana-de-açúcar	- uirareté
dava		- noié
dedo		- nê-cô
dor		- anhím
dente		- roi
diabo		- pi-í
deus		- tupã
dormir		- a-é-ohó
dia		- arí ou zeqüacatu [assim no original]
espingarda	- teotóc
espelho		- cupetsác
estrela		- txé-i-txé-i
este		- aicó
escuro		- u-ní
espera		- zipé
eu		- a-é
estômago	- temi-u-í-apicáu
enxada		- zihí-ipehú
espinho		- tsú
faca		- quicé
facão		- quicé-ucu
feio		- tititiró
fava		- cumanapéu
feijão		- cumanahehá-une
farinha		- tramã
fogo		- tatá
filho		- ire
fêmea		- cujam
facho		- uirá-timó-timó
faço		- apó
frango		- sapucái-auém
franga		- sapucái-cujam
furar		- atsáu-pupére
foice		- tagêapá
fraco		- ô-áu-áre
forte		- cã-ué
gado		- tsirane
gato		- zauacarane
galinha		- sapucái-cujam-ucu
galo		- sapucái-imêne
grito		- ohéc
grande		- ihu ou ucu
grosso		- tongo-oró
gosto		- u-ú-ete
guariba		- caihupehune
garganta	- aiquíne
gostar		- u-ú-pé
homem		- uaré
hoje		- etsó
índio		- tenetehára
intestino	- ziapapáre
inteiro		- retequére
irmão		- qüoiti
jacaré		- cangam-iperáre
jabuti		- carumé
jandaia		- azuruí
juriti		- pêcu-irâne
lesma		- iquitó
língua		- ipecu
lágrima		- ehaí
lago		- ipáu
leve		- naipuhí
lagarta		- ehóc
lua		- euá-reiní
mãe		- nehí
minha		- a-é-mé
moça		- côzó
menina		- côzotaí
menino		- quarére
mamão		- maé-iuapuá
machado		- tazí
meu		- jejáre
mau		- cêgé-naê-pêa
mandioca	- manioré
morte		- mon-non
mundo		- iuác-puchu
milho		- iuatí
molhar		- iquím
macaco		- ca-í
mosca		- neru-í
mosquito	- meru-í-ru-í
mariposa	- panarâne
mulher		- miricó
madeira		- uirá
mel de abelha	- rã-íre
marimbondo	- cáu
morcego		- anirá
magro		- tinic
mamar		- camu
mão		- pó
medo		- quiné
morder		- zati-u
mordido		- tiumurére
macaco vermelho	- caieté
não		- nã-ã
nada		- na-é
nuvem		- iuác-tine
nadar		- zua-momóre
negro		- u-nu
novo		- pêahu
nó		- iotangére
nariz		- puthé-monrái
nambu		- cauiré-í
noite		- u-ní
ovo		- ô-pi-á
onde		- naié-pé
orelha		- namí
ouvido		- enuitáu
ouve		- aa-é-mui
onça		- zauaurúro
pega		- iupehuc
porco		- timunilíc
pedra		- itapéu
paca		- paraparáu
pinto		- sapucai-piticaí
porta		- quenáu
peixe		- piáe
pé		- pu
pente		- quiuá
pentear		- amutíc
pouco		- aezoicó
peito		- câmo
panela		- pahé
peba		- tatupáu
pulga		- iuhéc
preguiça	- a-ií
quebra		- ráu
quero		- putáre
queixo		- razíu
quebrado	- a-é-upêni
queimado	- caehó-puére
queimar		- caehó
queima		- cái
queda		- eituc
rio		- uiuqüé
rede		- zeqüeri-róng
raiz		- uira-ràpó
remar		- iama-góng
raiva		- pê-é-íu
recebeu		- a-é-zupuhúc
rato		- agunzá
roda		- i-puá
sal		- zuquira
salgado		- ré-é-ahí
sapo		- zu-í
sabiá		- zeviá
saracura	- orocúre
sujo ou lixo	- iaíu
surrar		- petéc
surra		- iupuâmo
subir		- upíre
sim		- a-é
sardinha	- pucpé
sol		- qüarahí [sic] ou aqüerihí
socó		- pirá-ôháre
sentar		- puc
sei		- acáu
surdo		- pêquatazá
sovina		- iãim
segura		- zupôhuc
suspender	- ezeuíre
terra		- i-i-i
tesoura		- zapiáu
tudo		- aiapó
testa		- rapuicó
teu		- menjáre
trovão		- pororó
tartaruga	- jauití [a primeira letra está quase toda ilegível no meu exemplar - "chutei" o j, mas também pode ser z. Ou não...]
tatu		- traiâne
torto		- uang-unág
tamanduá	- tipucu
tiro		- uonóng
tio		- uaitê
unha		- puepé
urubu		- cacará
urina		- calucaluc
urina de macaco	- calucaluc-caí
ver		- tsác
vestido		- ezumã-zumanáu
veado		- arapôhá
viajar		- ohotêre
vou		- rogeté
vai		- a-é-ohó
vem		- ezúre
vovô		- niramúi
vovó		- nezaritsé
vomitar		- rô-hôc
varrer		- peipei
   FRASES
quero comer - temí-ua-u
não quero - iputáu naiputáire
vou banhar - ahactá
não quero banhar - iahá quiáu
vamos banhar - ahac iaháu
vamos embora - iahá
não vou agora - raué
vou pescar - pirá heetsá
vou caçar - ma-é-reiucá
peguei muito peixe - pirá iapuhuc teté
matei um veado	- apuhá iucuá
o sol está muito quente - quarahí cúu
estou com frio - reililí
o céu está estrelado - uác reniré
quero dormir - rôpehié
quero um anzol - pirapôhuc carére iputá
gostas de carne? - cahé méu-u?
gosto de peixe - pirá iaú
gostas de mim? - iamutá ié?
esta noite não dormi - uníi uqüêne
quero uma panela - ma-é imotáu imuré
não gosto de ti	- naí uhaníre
quero beber - acaí-aú
gostas de comer feijão? - camanará né-aú?
eu gosto - a-u-é
és casado? - nepupeháre miricó?
não sou - nã-é
já vais embora?	- aipó ehó?
estou doente - iheahí

Fonte: CRUZ, Olímpio. Vocabulário de quatro dialetos indígenas do Maranhão. São Luís: Departamento de Cultura do Maranhão, 1972. p. 77-85.

voltar para menu

 

 

1